O Desafio das Missões

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos.” Mateus 28:19,20

Missões é algo que está enraizado no coração de Deus.

O maior exemplo é dado pelo próprio Deus, ao ter enviado o Seu Filho unigénito ao mundo, para que este fosse salvo por Ele. Jesus não limitou o seu ministério público a uma cidade ou aldeia, mas procurou levar as Boas Novas a todas as províncias de Israel, cumprindo-se aquilo que João declara em João 1:10: “veio para o que era seu, e os seus não o receberam.”

Jesus entendia bem qual era a sua missão. Veio, e ia a todo o lugar mesmo que isso fosse motivo de discórdia entre os seus discípulos e os seus adversários. “Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque para isso fui enviado. E pregava nas sinagogas da Galileia.” Lucas 4:43,44

A visão de misericórdia foi captada pelos discípulos, e depois de terem recebido o poder do Espírito Santo, foram com indicações precisas de Jesus, de que eles seriam suas testemunhas, até aos con ns da terra. A porta das missões ainda está aberta como um desa o para as novas gerações.

Servir a Deus onde Ele nos quer enviar, deve ser uma disposição constante de qualquer lho de Deus. Com Deus nunca camos a perder, digo isto, porque alguns pensam que pelo facto de abrirem mão de onde estão a servir, para irem para um lugar que desconhecem, com uma cultura diferente, com gente distinta, é car a perder.

Só nos realizamos verdadeiramente em Deus, servindo-O onde Ele quer e quando quer. Não são só os nossos conterrâneos que precisam de ouvir o evangelho, existem muitos outros povos que precisam de ser alcançados com o Evangelho. Será que as palavras do apóstolo Paulo, ainda hoje causam impacto na nossa vida:

“Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!” Romanos 10:14,15

Estas são palavras éis e verdadeiras. Não nos podemos esquecer que fomos alcançados por alguém que Deus usou para que ouvíssemos o Evangelho. Este “ouvir” produziu fé no nosso coração, e por convicção do Espírito Santo, arrependemo-nos e recebemos, de graça, a salvação oferecida por Jesus. Agora imagine que isto não aconteceria nunca, nem consigo, nem comigo, nem com aqueles que vivem noutros lugares mais distantes? Se não formos nós, quem irá? Deus pode usar qualquer meio à sua disposição para que eles escutem as Boas Novas. Como sabes tu, se não és um chamado e escolhido de Deus para lhes levar a mensagem que os pode resgatar das trevas para a Sua maravilhosa luz?

Ainda hoje Jesus chama, só precisamos de estar sensíveis à Sua voz e de coração aberto para lhe dizer que pode contar connosco. Que sejam os teus pés formosos, para anunciarem a mensagem que salva e que liberta os homens das trevas! Não deixes que sejam outros a irem no teu lugar. Se estás convicto que é contigo que Deus conta, não te prendas a nada, e fala com os teus líderes! Disponibiliza-te para que Deus te envie e te use para seres uma bênção para outros!
Posted in
Tagged with , , ,

Related Posts

No Comments