Os Dons São

OBEDIÊNCIA, DONS E SERVIÇO 

Os Dons são-nos dados, não para nós, mas para louvar a Deus, impactando o mundo.

Desde Génesis, sempre houve estratégias na dinâmica do reino de Deus! 

  1. Com Abraão, (um homem simples e comum), foi levantada uma Nação e um Povo poderoso. Abraão foi chamado o Pai da fé. Sob a liderança de Abraão havia sempre a bênção. O dom de Abraão era o Dom da Fé. Abraão recebeu poder, tanto para abençoar como para amaldiçoar.
  2. Com Isaac, houve herança de Abraão, com muitas riquezas. Nele, foi manifesta a glória da dinâmica de Deus.
  3. Com Jacob, (o homem que enganou e foi enganado), Deus mudou o seu nome por Israel. Mas a aliança de Deus foi com o homem Jacob. 

A história de Jacob continuou com a vida do seu filho José. Depois de José, o povo foi escravizado, ao ponto de já não saberem quem eram. Perderam a sua identidade e acostumaram-se a ter uma mentalidade de escravo. Foram invadidos pelo sistema faraónico deste mundo.

Foi preciso reconhecerem e receberem o Dom de Deus, e deixarem que Ele abrisse o caminho.
Moisés nasceu! A sua mãe viu que aquele menino tinha algo especial! 
Todos os meninos que nasceram na sua época, estavam decretados pelo Faraó, a morrerem. Mas o DOM DE DEUS É VIDA. Quem está separado para Deus, está neste mundo, mas não é deste mundo.
Jocabede escondeu Moisés, (o dom de Deus). Mas mesmo escondido, o Dom abrirá caminho.
Jocabede colocou o seu dom no rio. Deus queria utilizar Moisés, mas não queria que ele tivesse uma mentalidade de escravo!
Tudo poderia escravizar Moisés, como pode escravizar qualquer ser humano. As culturas, tecnologias, tudo pode ser viciante. Moisés foi colocado pela sua mãe, numa cesta que seria levada pela corrente do rio Nilo. Moisés foi levado ao Egipto, aprendeu tudo quanto era possível do sistema do Egipto. 
Moisés aprendeu o caldeu. Viveu como príncipe. Até matou outro, por justiça própria. Mas Deus levou-o ao deserto para quebrantá-lo todo. Deus usou tudo quanto Moisés aprendeu no Egipto, para desmontar todo o sistema e linguagem do Egito. 
Foi necessário Moisés passar pelo rio, e depois passar pelo deserto para que depois Deus lhe desse o Dom de Profecia.
Deus mandou que o espírito de profecia que estava sobre Moisés caísse também sobre setenta homens escolhidos por ele. Esses homens sentiam-se vítimas das dificuldades. Foi uma forma de Deus os libertar de pensarem em derrota, em opressão. 
“Fala da liberdade, da vitória, do futuro. Não precisam da falar das circunstâncias, das mentiras, dos enganos do Egipto! Deixem de pensar no passado, e entrem no reino de Deus!”
Para ser vencedor é preciso deixar de ser vítima. Hoje pomos os olhos em Cristo. Ele é a nossa Vitória! João 14:1-3. Ele disse, “EU SOU O CAMINHO, E A VERDADE, E A VIDA”. 
Na promessa “Vou preparar-vos lugar”, há futuro. 

JESUS SEPAROU-NOS PARA OCUPARMOS O LUGAR QUE ELE NOS PREPAROU. 

O Dom que Deus nos deu é o Consolador. “Quando eu for, enviarei o Consolador”, disse Jesus. É como se Jesus dissesse, “Enquanto aqui estiver, vocês não podem estar no meu lugar, nem eu no vosso”. Quando Jesus foi para o céu o Espírito Santo ficou com os discípulos. 
Aqui na Terra, os discípulos queriam o mesmo que Jesus tinha. Os homens desejam sempre ter aquilo de bom que os outros têm. 
Mas Jesus quis ensinar que o Dom que Ele dá a cada um de nós, é isso que nos abre o caminho.
Moisés chegou a um ponto que identificou Josué como alguém que tinha algo diferente dos outros. Tinha um espírito diferente. Mas só aos oitenta anos é que se cumpriu o grande propósito de Deus na vida de Josué! 

ONDE FORMOS PLANTADOS, TEMOS QUE FRUTIFICAR! 

Josué serviu Moisés. A plataforma para a manifestação do Dom de Deus, é o SERVIÇO. Onde? Onde ninguém nos vê!
Muitos procuram a autopromoção, mas não maior tesouro do que encontrarmos SATISFAÇÃO onde ninguém nos vê. “SATISFAÇÃO NA TEMPORADAD INVISIVEL”
Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração. O dom de Deus não precisa de ser promovido! O lugar certo, o ambiente certo, em obediência a Cristo, é a maneira certa de servir. Jesus não se autodefendeu perante os seus inimigos, pois a obediência ao Pai era mais importante do que aquilo que Ele podia fazer. Não precisou de provar nada.

O DOM DE DEUS ABRE O CAMINHO!
A nossa obediência a Deus não passará desapercebida a Deus. O Senhor apercebe-se e recompensa a nossa obediência. O manto de Elias caiu sobre Eliseu porque Eliseu foi usado para “levantar” outros.
O Dom de Deus cai sobre aqueles que vivem para levantar outros.
 Todos nós parecemos ser “geniais” aos nossos próprios olhos. Todos queremos fazer “algo novo” para superar outros. Mas Eliseu agarrou o manto de Elias, (Deus manifesta-se de forma oportuna de geração em geração), e honrou Elias tocando as águas do rio Jordão, da mesma forma que Elias o tinha feito.
Em 2 Reis 3:11, quando Jeosafá perguntou se havia algum profeta de Deus para o consultar, os seus servos responderam: “Eliseu, filhos de Safate, aquele que deitava água sobre as mãos de Elias”. Não era conhecido como aquele que abriu o rio, o poderoso, mas o servo.

TENS DE ENCONTRAR O DOM DE DEUS QUANDO SERVIRES A OUTROS!

Fomos chamados por Deus para nutrir e ajudar. “Não podemos bater águas sem aprendermos a trabalhar nas águas, sem termos aprendido a satisfação de servirmos nos momentos invisíveis”.
Ao Servir os outros, deitarei água sobre os meus irmãos com muita satisfação, e o Dador da Vida me abrirá a porta oportuna para poder ver neles, Aquele que é o Autor da vida!
“Aquele que começou em mim a boa obra a aperfeiçoará”. Deixa de pensar à moda do Egipto e pensa como Cristo!
O Dom da Sua Vida será manifesto em ti!

Comentários