CUIDADO COM O ORGULHO!

A Igreja de Jesus é composta de vidas salvas e cheias do Espírito Santo de Cristo. Muitas pessoas consideram ser suficiente serem seladas para Deus no momento da sua conversão, e de não precisarem crescer, amadurecer e frutificar bem durante o resto dos seus dias.

Claro que Deus começa um trabalho especial em nós a partir da nossa conversão, mas não nos esqueçamos que isso só aconteceu porque ouvimos a Palavra de Deus. Alguém nos trouxe ao conhecimento de Deus e fomos convencidos pelo Espírito Santo da nossa situação de pecadores.

E foi pelo dom do arrependimento e da fé que é dada por Deus através da Sua Palavra, que nos rendemos aos Seus pés e recebemos o perdão e a salvação que Ele já tinha ganho na Cruz. Deus usou pessoas que foram cheias e usadas pelo Espírito Santo para que chegássemos a esse conhecimento. Homens salvos ganham outros homens para Deus.

Os salvos sabem que estão a viver sob a responsabilidade do Espírito Santo, sob a bênção divina da Sua Presença constante nas suas vidas. Deus vive nos homens salvos e opera uma imensidão de obras que os sustentam e os mantêm a cada instante. E o grande desejo de Deus é que vivamos na Sua plenitude e marquemos a diferença neste Mundo. Sim, porque há diferença entre aqueles que servem a Deus e aqueles que não O servem.

Jesus prometeu: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-Me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da Terra.” Atos 1:8

E ouvimos isto no primeiro sermão de Pedro: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe: a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar.” Atos 2:38,39

E esta promessa é também para nós e para aqueles que ainda hoje estão a entrar no reino de Jesus. “…A tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar.”

No livro de Atos dos Apóstolos encontramos o exemplo de vidas cheias do Espírito Santo. Foram pessoas que se entregaram completamente, disponíveis para serem usadas por Deus na expansão do evangelho de Cristo na Terra.

Mas abrimos aqui um parêntesis para um alerta. A História bíblica é como um espelho para nós, e uma das lições de Deus mais cruciais é que nós tenhamos o devido temor que Lhe é devido, de não nos esquecermos de QUEM DEUS É e de QUEM NÓS SOMOS.

Jesus alerta os homens para terem cuidado com o orgulho! Porquê?

Durante o ministério de Jesus na Terra, Ele convocou “ceifeiros”, e ainda convoca-nos a orarmos por mais ceifeiros, porque são poucos e a Seara é grande. E quando estamos a orar para que Deus envie outros, Ele pode querer enviar-nos a nós mesmos. “E, vendo a multidão, teve grande compaixão deles, porque andavam desgarrados e errantes como ovelhas que não têm pastor. Então, disse aos Seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos são os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande ceifeiros para a Sua seara.” Mateus 9:36-39

Quando Jesus convocou os Seus discípulos, deu-lhes poder para fazerem esse trabalho: “E, chamando os Seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem e para curarem toda enfermidade e todo mal.” Mateus 10:1
E os discípulos saíram pelas terras ordenadas por Jesus, depois de terem recebido mais algumas instruções. E chegou o momento de irem e regressarem e contarem a Jesus o que lhes tinha acontecido. E lemos o seguinte:

“E os apóstolos ajuntaram-se a Jesus e contaram-lhe tudo, tanto o que tinham feito como o que tinham ensinado. E Ele disse-lhes: Vinde vós, aqui à parte, a um lugar deserto, e repousai um pouco. Porque havia muitos que iam, e vinham, e não tinham tempo para comer.” Marcos 6:30,31.
Para quem trabalha, há um merecido descanso para recuperação de forças.

Mas passado algum tempo, Jesus chamou e enviou outros setenta discípulos para irem com o mesmo propósito, e sob o Seu poder: “E, depois disso, designou o Senhor ainda outros setenta e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir. E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a Sua seara. Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos… E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de Deus.” Lucas 10:1-3,9

E eles, em obediência a Jesus, partiram pelos povoados, não sabemos por quanto tempo, mas quando regressaram, vinham jubilosos por terem podido curar e libertar pessoas oprimidas, tal como Jesus fazia.

“E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo Teu Nome, até os demónios se nos sujeitam.
E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.
Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo, e nada vos fará dano algum. Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estar o vosso nome escrito nos céus.” 

Lucas 10:17-20

Estes setenta discípulos possivelmente não eram tão maduros como os doze Apóstolos. Não deixam de ser discípulos, mas Jesus que conhece bem o coração humano, alerta para o perigo do orgulho ou da vaidade.

Foi Jesus que capacitou cada um deles para irem. E, naturalmente, eles se sentiram os “maiores” porque no Nome de Jesus até os demónios se lhes sujeitavam. E, espiritualmente, a imensa alegria enchia os seus corações e “andavam nas nuvens” ao vivenciarem algo tão incomparável, que jamais tinham experimentado. Eles sentiram em si mesmos a virtude e o poder de Deus para vencerem o Maligno e a opressão das trevas, e isso fazia com que esquecessem tudo o resto.

Mas nada do que eles fizeram pelo poder que Jesus lhes tinha concedido, tinha a ver com as suas capacidades ou os seus talentos pessoais. Não eram eles o foco, mas a GLÓRIA DE DEUS que era manifesta na vida daqueles que eram contemplados pela Sua grande misericórdia, agindo nas suas necessidades.

Jesus observou: “Eu via Satanás, como raio, cair do céu.”. Foi o orgulho e a vaidade que fez com que um arcanjo de luz se perdesse. E aqueles discípulos estavam a correr o mesmo perigo. Nós que temos o privilégio de servir a Deus, devemos ter o cuidado de entender e aceitar que é somente a graça de Deus que nos usa através do Seu Espírito. E nós devemos render toda a glória somente a Ele. Um verdadeiro discípulo jamais rouba a honra do seu Mestre.
 
“Alegrem-se por terem os vossos nomes escritos nos céus”, disse Jesus.
E se és um dos escolhidos e chamado a fazer a Obra, deixa-te guiar pelo Espírito de Deus que te fortalecerá e capacitará em tudo.

Ele te encherá com o Seu Poder. Toda a boa obra e toda a boa dádiva vêm do Alto, do Deus Soberano, do Senhor de Tudo. E todas as coisas santas, boas e agradáveis que fizeres em favor da salvação de uma humanidade perdida e infeliz, que sejam sempre para honra e louvor da glória de Deus. Esse é o antídoto contra o orgulho e a evidência e expansão do Reino dos céus na Terra.

J.F.

No Comments


Recent

Categories

Archive

Tags

APRESENTAR BLOG Bíblia COVID-19 Deus Israel Jerusalem Miguel Diez SACRIFICIO Trabalho aflição aliança evangelica alma amigo de deus amizade amor de Deus amor animo ansiedade anunciar aperfeiçoar apoio social armadura de Deus atitudes atleta atribulados barro bem biblia boas novas boas perspectivas buscar caminho campanhas cansados casamento compromisso comunidade conferencia confiança confiar congresso conhecer consolo convivio coração coronavirus corpo do messias crer crianças órfãs crise cristo cristãos cruz cuerpo de cristo cuidar cura decisão desafios descanso desfrutar destino deus cuida de nós direção discípulo divino doença enfermidade escolha esforça-te espirito santo eternidade eutanásia evangelho fariseus feliz fe fidelidade filho de Deus fortaleza guerra higiene homem de dores homem hora humano iccm sintra iccm idolos igreja inauguração iccm sintra indiferença iniquidade interceder inverno jesus jovens cristãos jovens iccm loucura poder de Deus luis santos luz mais que vencedores mal marcha por jesus medo menino mensagem mente mestre missões morte moçambique natal nomes Deus noticias nova vida novo ano não obediencia oleiro oração orgulho pac palavra pascoa pastores iccm pecado perfeitos pergunta perseguição poder portugal para jesus pregar prevenção covid19 problemas procurar promessas propósitos provação prudente que será quem sou reflexão refugio rejeição remarportugal remar ressurreição retiro esther reunião ministerial sabedoria saber viver salvação sarado sedento sefarad israel semana santa senhor servir sim sinais sobreviventes socorro sofrimento stream tempestades tentação tristeza valor vencedores venho avisar verdade verão vida vigilia youth for christ