PÁSCOA PERFEITA

“…O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens e matá-lo-ão…” Marcos 9:30-32. Ver Lucas 9:44,45

Toda a gente sabe que a morte acontece, cedo ou tarde, aos de perto ou de longe ou a nós mesmos. E quando Jesus se fez homem e assumiu a nossa condição, Ele essencialmente nos ensinou a VIVER. Ele nunca pecou. Nem na sua boca se achou engano. Os seus discípulos lidavam com o Homem Perfeito.

Onde Jesus tocava, havia vida. As suas palavras produziam vida. Ninguém se comparava a Ele. O Mestre Perfeito a quem os mestres e doutores procuravam. Era aquele a quem os príncipes e perfeitos procuravam porque viam Nele Alguém que os excedia. E Jesus amava-os a todos e a todos revelava o que havia nos seus corações. Aos débeis fortalecia e abatia o orgulho, a soberba, a arrogância de outros.  

Porém quando Jesus anunciava a sua morte, os seus amigos nem prestavam atenção séria. Na mente deles, Jesus não se encontrava nem merecia a condição de ter que passar por essa “desgraça” da morte. Eles viam Jesus, Homem Jovem, Deus entre os homens, magnífico em poder. Jesus era o Rei que os judeus precisavam…

Mas Jesus continuava a anunciar a sua morte. Não como mártir, nem como herói, mas como Sua oferta por toda a Humanidade. E a causa da sua obediência até à morte, e morte de cruz, foi para que fosse pago o preço pelos nossos pecados, perante Deus, conforme as profecias sagradas.

Jesus passou pelo Getsémani, agonizou atrozmente, mas não tinha a ver com Ele, pois Ele era Perfeito, mas porque assumiu a dor que nos pertencia. Porque ia levar sobre Si o pecado de toda a Humanidade, do meu e do teu pecado. Nós já estávamos no Seu coração nesse momento.

O profeta Isaías descreve isso 600 anos antes, com detalhes: “Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados. 

Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos… Todavia, ao SENHOR agradou o moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias, e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão. 

O trabalho da sua alma ele verá e ficará satisfeito; com o seu conhecimento, o meu servo, o justo, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si. Pelo que lhe darei a parte de muitos, e, com os poderosos, repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu. Isaías 53:4-6,10-12

O apóstolo Paulo refere que em Jesus fomos feitos justiça de Deus. 2 Coríntios 5:21
Jesus substituiu-nos na cruz. “Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo, todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.” 2 Coríntios 5:14,15

Esta é a certeza mais importante que podemos ter.
A salvação é favor de Deus: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.” Efésios 2:8. Mas o viver para Cristo, custa tudo o que somos e tudo o que temos.

 “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2:20. Este é o testemunho de Paulo e daqueles que seguem Jesus.

A Morte de Jesus tem resultados permanentes, eternos, porque Ele ressuscitou e está exposta perante todo o mundo visível e invisível a Sua Vitoria, a nossa Vitória.

“Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não morre; a morte não mais terá domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:8-11

“Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais doutro, daquele que ressuscitou de entre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus. Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. Mas, agora, estamos livres da lei, pois morremos para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.” Romanos 7:4-6


Quando a morte de Jesus é aceite e bem compreendida, leva-nos a viver para Deus.
A Verdadeira Salvação é a que nos leva a Viver para Deus, uma vez que o nosso velho homem foi crucificado: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 2 Coríntios 5:17

Agora vivemos em Deus e para Deus. Temos um amor por que viver, e, por Quem viver! É importante que não nos esqueçamos que uma vez que morremos com Cristo, estamos vivos em Cristo, caminhando com Ele e Nele, comunicando com Ele e recebendo do Seu Poder. “Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou.” 1 João 2:6

J.F.
Posted in
Tagged with , ,

No Comments


Recent

Categories

Archive

Tags

APRESENTAR BLOG Bíblia COVID-19 Deus Israel Jerusalem Miguel Diez SACRIFICIO Trabalho aflição aliança evangelica alma amigo de deus amizade amor de Deus amor animo ansiedade anunciar aperfeiçoar apoio social armadura de Deus atitudes atleta atribulados barro bem biblia boas novas boas perspectivas buscar caminho campanhas cansados casamento compromisso comunidade conferencia confiança confiar congresso conhecer consolo convivio coração coronavirus corpo do messias crer crianças órfãs crise cristo cristãos cruz cuerpo de cristo cuidar cura decisão desafios descanso desfrutar destino deus cuida de nós direção discípulo divino doença enfermidade escolha esforça-te espirito santo eternidade eutanásia evangelho fariseus feliz fe fidelidade filho de Deus fortaleza guerra higiene homem de dores homem hora humano iccm sintra iccm idolos igreja inauguração iccm sintra indiferença iniquidade interceder inverno jesus jovens cristãos jovens iccm loucura poder de Deus luis santos luz mais que vencedores mal marcha por jesus medo menino mensagem mente mestre missões morte moçambique natal nomes Deus noticias nova vida novo ano não obediencia oleiro oração orgulho pac palavra pascoa pastores iccm pecado perfeitos pergunta perseguição poder portugal para jesus pregar prevenção covid19 problemas procurar promessas propósitos provação prudente que será quem sou reflexão refugio rejeição remarportugal remar ressurreição retiro esther reunião ministerial sabedoria saber viver salvação sarado sedento sefarad israel semana santa senhor servir sim sinais sobreviventes socorro sofrimento stream tempestades tentação tristeza valor vencedores venho avisar verdade verão vida vigilia youth for christ